Italian flag Russian flag German flag Netherlands flag Belgium flag Austrian flag French flag Spanish flag British flag

Porquê turbinar?

No início dos anos 80, grande parte das equipas de formula 1 turbinaram os seus carros de corrida por uma razão principal: mais potência de um motor de dimensões e peso menor. Os carros turbinados oferecem mais potência, mais velocidade e melhor comportamento dinâmico que os seus rivais com o convencional motor naturalmente aspirado. Um motor turbinado pode proporcionar uma boa resposta assegurando uns níveis fiáveis de potencia quando necessitar.

Desde a introdução dos motores a diesel, a procura sempre foi de pequenos motores capazes de produzir potência máxima. Em conjunto com isto os presentes problemas ambientais relativos à poluição provocada pelo chumbo, mais as vantagens económicas do uso do diesel e o turbo tem uma importância bastante significativa.

Nós já demos algumas razões para turbinar onde a potência do motor é controlada pela relação do ar com a gasolina. A dimensão e peso dos motores tem-se tornado cada vez mais importante; ninguém quer perder uma grande parte da potência do motor simplesmente para impulsionar o excesso de peso, ou para ter veículos de grandes dimensões apenas para carregar cargas normais.

Em condições normais a adição de um turbo num motor naturalmente aspirado vai aumentar a potência em aproximadamente 30%. Lembre-se, isto significa basicamente a mesma dimensão do motor proporcionando mais potencia para ser usada pelo condutor. Hoje em dia é uma pratica comum aplicar um turbo num motor naturalmente aspirado, mas os motores turbinados são desenvolvidos tendo em conta os níveis mais altos de stress térmicos e as cargas mecânicas incidentes no motor provocadas pelo turbo.